Série Mártires pela fé – Estevão, Jerusalém – 34 d.C.

Série mártires pela fé – Introdução
17 de novembro de 2013
Série Mártires pela fé – Tiago o Apóstolo, Jerusalém – 44 d.C.
21 de novembro de 2013
Mostrar tudo

Série Mártires pela fé – Estevão, Jerusalém – 34 d.C.

 

A morte de Estevão foi tão importante para o cristianismo que o Espírito Santo fez questão de registrá–la na Bíblia, com todos os detalhes.
 
Diante de todos os líderes políticos e religiosos da nação, aquele jovem diácono falou com imensa intrepidez sobre como Deus conduziu o povo de Israel, desde Abraão até aqueles dias. Sua ousadia causava inquietação a todos que o ouviam. A medida que falava, a multidão dos líderes judeus ficava ainda mais agitada. De repente, o jovem cristão afirmou:
 
“Povo rebelde, obstinado de coração e de ouvidos! Vocês são iguais aos seus antepassados–, sempre resistem ao Espírito Santo! Qual dos profetas os seus antepassados não perseguiram? Eles mataram aqueles que prediziam a vinda do Justo, de quem agora vocês se tornaram traidores e assassinos – vocês, que receberam a Lei por intermédio de anjos, mas não lhe obedeceram.” Atos dos Apóstolos 7:51-53

 

A fúria e o ódio tomaram conta dos ouvintes, de forma que começaram a ranger os dentes como se fossem cachorros prontos para a rinha. Todavia, Estevão fez pouco caso da ira de seus acusadores e, com os olhos fitos no alto, disse:
 

 

“Vejo os céus abertos e o Filho do Homem em pé, à direita de Deus”. Atos dos Apóstolos 7:56


Ao ouvir isso, todos taparam os ouvidos, gritaram e, juntos, deixaram seus lugares e se lançaram sobre o moço, arrastando–o para fora da cidade. Tiraram o manto com o qual se cobriam e o colocaram aos pés de outro jovem chamado Saulo, que ficou assistindo, admirado, observando os líderes da nação e seus seguidores atirarem pedras contra Estevão.
Ainda de pé, Estevão disse: “Senhor Jesus, recebe o meu espírito”. A chuva de pedras aumentou. Ele caiu de joelhos, clamando: “Senhor, não os consideres culpados deste pecado”, e morreu.
Enquanto os homens pegavam de volta seu manto e iam embora, Saulo se viu sozinho, olhando para o corpo inerte do jovem pregador. Saulo fora a Jerusalém para ajudar a silenciar os seguidores de Jesus, cujo número crescia cada vez mais. Apesar do ódio que sentia pelos fanáticos seguidores do Nazareno, as palavras daquele jovem cristão ecoaram–lhe na mente. Ele não conseguia entender como alguém estaria disposto a morrer por aquela seita mentirosa.
A Bíblia sempre retrata Jesus assentado à direita de Deus. Mas há somente uma ocasião em que vemos o Senhor em pé ao lado do Pai. Isso se deu na morte de Estêvão. O próprio Cristo se põe de prepara receber nas mansões celestiais aqueles que se recusam negá–lo nesta Terra.
Fonte: “Loucos por Jesus, Jesus Freaks. Cristãos que marcaram o mundo” – Pastor Lúcio Barreto Jr.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *