Para refletir – O ponto negro
19 de novembro de 2014
Tratamento diferenciado
20 de novembro de 2014
Mostrar tudo

Riqueza não Alcançada

 

Um homem ganhou um cruzeiro pelo mundo. Após fazer as malas, como não tinha dinheiro, preparou um bom número de sanduíches e bastante suco para alimentar-se durante a longa viagem, uma vez que não poderia participar das sofisticadas refeições no restaurante do navio.
Durante muitos dias, ele conseguiu desconversar quando o comandante o convidava para o jantar. Sorrateiramente, o viajante ia para a sua cabine, onde se “deliciava” com sanduí­che e suco caseiro. Não demorou muito para que sua despensa esvaziasse. Passaram-se poucos dias, e ele se viu forçado a pedir ajuda ao comandante.
Olha, eu não queria ser incômodo, mas o meu manti­mento acabou. Como o dinheiro estava curto, trouxe alimen­tação de casa, mas já estou sem comer há dias. Estou com fome, e receberia qualquer sobra do restaurante para me alimentar.
Rapaz — retrucou o comandante —, a viagem que você ganhou inclui também as refeições. Por favor, venha jantar conosco. Tudo já está pago, desde o primeiro dia!
Vigiai justamente e não pequeis; porque alguns ainda não têm o conhecimento de Deus; digo-o para vergonha vossa (1 Co 15.35).
Fonte: Livro  Ilustrações para enriquecer suas mensagens de ANTÔNIO MESQUITA.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *