Para refletir: Parábola do porco-espinho

Para refletir: Papeis ao vento, o poder da língua.
23 de maio de 2012
Para Refletir: O verdadeiro amor.
23 de maio de 2012
Mostrar tudo

Para refletir: Parábola do porco-espinho

Durante a era glacial muitos animais morriam por causa do frio. Os porcos-espinhos, percebendo a situação, resolveram se juntar em grupos,assim se agasalhavam e se protegiam mutuamente, mas os espinhos de cada um feriam os companheiros mais próximos, justamente os que ofereciam mais calor. Por isso decidiram se afastar uns dos outros e voltaram a morrer congelados, então precisavam fazer uma escolha: ou desapareceriam da Terra ou aceitavam os espinhos dos companheiros.

Com sabedoria, decidiram voltar a ficar juntos. Aprenderam assim a conviver com as pequenas feridas que a relação com uma pessoa muito próxima podia causar, já que o mais importante era o calor do outro. 
E assim sobreviveram. ..
Moral da História: 
O melhor relacionamento não é aquele que une pessoas perfeitas, mas aquele onde cada um aprende a conviver com os defeitos do outro e consegue admirar suas qualidades.

2 Comentários

  1. ♥ Vanda ♥ disse:

    Oi Thiaguinho, desejo sucesso viu!!!!

  2. Obrigado Vanda, seja bem vinda ao blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *